quinta-feira, 9 de maio de 2013

PROJETO NOSSA ESCOLA SUSTENTÁVEL: HORTA SUSPENSA ERVA MEDICINAIS


Projeto Nossa Escola Sustentável: Horta Suspensa
Título:  RESGATANDO VALORES – ERVAS MEDICINAIS (HORTA SUSPENSA)
Área: Educação  Segmento: Ciências
Modalidade: Educação Infantil 
Orientadora: Izana
Autora do Projeto: Solange Oliveira Santos
Corpo Docente Envolvidos no Projeto: Eliane, Jennifer, Iracema, Adilina, Edvânia, Francisca, Solange
Equipe de Apoio: Marcio
Gestora: Marilete Zamperon
Coordenadora: Enelsi Meister
Público Alvo: Comunidade Escolar e familiares
Entidade: SME - Secretaria Municipal de Educação e Cultura
Município: Lucas do Rio Verde  UF: MT CEP: 78455-000 Telefone: (65) 3548- 2361
Execução: Maio/2013 à Dezembro/2013

PROJETO NOSSA ESCOLA SUSTENTÁVEL: HORTA SUSPENSA

1 - TEMA: RESGATANDO VALORES – ERVAS MEDICINAIS

 

2 - JUSTIFICATIVA

 

Visto que esta tradição não está sendo mais usada, buscaremos realizar esse projeto com uma proposta de trabalho coletivo pedagógico, aproveitando os espaços não utilizados para essa prática (Horta Suspensa), de forma a resgatar não somente essa tradição, mas o seu significado para a população local e levar a pesquisa dessas plantas à sua comunidade.  Toda planta medicinal têm, no mínimo, um princípio ativo, que é a substância responsável pelo efeito curativo. O presente estudo visa também a incentivar projetos que estimulem novas práticas pedagógicas, beneficiando a aplicação no dia-a-dia da sala de aula.

 

3 - PROBLEMA

Por meio de ações simples, resgatar o cultivo, manutenção do conhecimento popular das ervas medicinais, preservação do meio ambiente, melhoria na qualidade de vida, uso consciente, despertar no educando o interesse investigativo, construindo assim o desenvolvimento do ensino aprendizagem em prol da sustentabilidade. Contudo, o que sabemos é que na sala de aula encontram-se vários tipos de crianças, e para podermos trabalhar com esse projeto é necessário fazer com que as crianças observem a natureza e o que ela pode nos oferecer. Sendo que o envolvimento de toda a comunidade escolar (professores, zeladores, pais e alunos) será importante para o desenvolvimento do mesmo, acreditamos ser possível melhorar a qualidade das aprendizagens que acontecem dentro e fora da escola, possibilitando nesse espaço educativo a reflexão do passado, presente e futuro.

 

4 - FORMULAÇÃO DE HIPÓTESE

Hoje é fácil trabalhar com as dificuldades existentes, pois a criança recebe muitas informações, as quais são transmitidas pela internet, televisão, revista, livros, etc. Assim, podemos mostrar a elas, a importância de cuidar de uma planta, o porquê de se economizar água e que tudo está ligado a natureza. Oferecer uma proposta educacional de trabalho coletivo pedagógico organizado, com ações e formação complementares às atividades dos currículos escolares que envolvam toda a comunidade escolar,  com técnicas que envolva a sustentabilidade:  reaproveitamento de materiais/recursos naturais, com práticas voltadas no estudo do cultivo, manejo das ervas medicinais, seu valor como terapia de ajuda, uma alternativa para pequenos males e a prática de seu uso consciente, sendo parte integrante da natureza e da vida humana.

 

5 – OBJETIVOS

5.1 OBJETIVO GERAL

Estimular os alunos no processo, levando-os a ser agentes ativos e cooperativos do empreendimento. Ampliar o conceito de que há muitas espécies de ervas e fixá-lo a cultura da cura natural pelas ervas medicinais.

 

5.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

·         Estabelecer o cultivo de plantas medicinais na Escola dentro de manejo agrícola;

·         Levar o aluno a disponibilizar à comunidade, orientações sobre cultivo, coleta, dessecação, preparação de medicamentos caseiros, propriedades terapêuticas, toxicidade e métodos de extração;

·         Colaborar para a melhoria da qualidade de vida da população assistida disseminando conhecimento sobre plantas medicinais;

·         Degustação, e troca de experiência – com vóvô passar informações adquiridas através do foulders e amostra de chá;

 

6 METODOLOGIA

Estimulados pelos Pedagogos e motivadas pela experimentação do uso das plantas medicinais como ferramentas de tradução de conteúdos de Ciências para situações do cotidiano, ALUNOS da Educação Infantil, serão convidados a participar deste projeto utilizando as plantas.

Será trabalhado com a montagem da horta medicinal, e suspensa, levando os alunos a aproveitar e reutilizar diversos materiais, em prol do meio ambiente, buscaremos envolver outros funcionários no manejo e plantio das mudas trazidas pelos alunos.

Para melhor conhecimento dessas ervas, iremos fazer uma aula passeio ao Instituto João Peter, onde os alunos poderão adquirir mais informações, sendo essa uma pesquisa onde os mesmos irão visualizar, tocar, cheirar, ou seja irão experimentar novas formas de aprender.

Os professores irão orientar os pais dos alunos da Educação Infantil no desenvolvimento de uma pesquisa bibliográfica a fim de identificar as espécies que comprovadamente sejam de uso medicinal. Posteriormente serão coletados vegetais com base na pesquisa bibliográfica que passarão por degustação dos alunos, comunidade em geral  e dos vóvô. Com isso iremos envolvê-los no processo ensino-aprendizagem, com vivências e a valorização dos seus conhecimentos pela experimentação e novas perspectivas na área de saúde. Com intuito de finalizar o projeto e apresentá-lo será criado a banca  com diversas ervas dessecadas para consumo – sachê de chá e xaropes.
   
6.1 Cultivo e manejo agrícola de plantas medicinais

6.2 Coleta dos órgãos vegetais

6.2.1 Aula Passeio:  Instituto João Peter, com as turmas.

6.2.2 Dessecação dos órgãos das espécies em estudo

6.3  Dia do Suco

6.3.1 Degustação de chá

6.3.2 Produção de sachê e xarope

6.3.3 Dia do Vôvó

 7 CRONOGRAMA

ELABORAÇÃO PROJETO
Maio/2013
CULTIVO
MAIO à DEZEMBRO/2013
REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
MAIO/2013
AULA PASSEIO
JUNHO/2013
RESULTADOS E DISCUSSÃO
JULHO2013
DIA DO CHÁ
JULHO/2013
COLETA E DESSECAÇÃO DAS ERVAS
OUTUBRO/2013
MONTAGEM DOS PACOTES DE CHÁ
NOVEMBRO/2013
FINALIZAÇÃO DO PROJETO
DEZEMBRO/2013

 

8 ORÇAMENTO

 

MATERIAL
QUANTIDADE
CUSTO R$
Terra adubada
50 Kg
 
Cano PVC
2 m
 
Parafusos e Buchas 
40
 
Saco Plástico Nº
200
 
Folhas Sulfite
100
 
Açúcar
10 Kg
 
FOULDER
01
R$ 180,00
total
 
R$

 

 

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

 

Este trabalho irá envolver atividades variadas, destinadas a promover o desenvolvimento físico, intelectual e emocional dos educandos. Inclui entre outros itens, a socialização, a prática do pensamento criador, a sondagem de aptidões, o incentivo ao raciocínio lógico e um esforço integrado de desenvolvimento de personalidade e principalmente a nossa responsabilidade social de agir dentro do processo educativo em prol de um mundo mais sustentável.

 

REFERÊNCIAS

 

BIAZZI, E. O maravilhoso poder das plantas.13ª edição, São Paulo: ABDR

Delores, J. (2000). Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez.

Pardo Díaz, A. (2002). Educação Ambiental como projeto. 2ª edição, Porto Alegre: Artmed.

SPETHMANN, Carlos N. Medicina Alternativa de A a Z. 5ª edição, Uberlândia: Natureza.

VEIGA JUNIOR, V. F.; PINTO, A. C.; MACIEL, M. A. M. Plantas medicinais: cura segura?. Quím. Nova [online]. 2005, vol.28, n.3, pp. 519-528. ISSN 0100-4042.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário